Investt Imóveis 62 32541-0000
  • (786) 600-1416 Boston (617) 275-4743
  • (786) 600-1416 Miami (786) 600-1416
  • (786) 600-1416 Londres (020) 3286-5650

FALE COM A GENTE!

(62) 3541-0000

  • Venda: 62 8434-4921

    Aluguel: 62 8239-4473

    Onde gostaria de viver?

    Diga-nos o que procura. Nós encontramos!

  • Onde gostaria de morar?

    Diga-nos o que procura.  Nós encontramos!

  • Quer alugar um imóvel?

    ADMINISTRAÇÃO ÁGIL E RESPONSÁVEL

NOTÍCIAS

Minha Casa financiará imóvel de até R$ 190 mil

05/10/2012

O programa habitacional Minha Casa Minha Vida ganhou ontem um novo gás com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). No conjunto de benefícios estão aumento dos valores máximos dos imóveis enquadrados no programa, redução de juros, ampliação de subsídios e elevação de uma das faixas de renda média das famílias.
A decisão, às vésperas das eleições municipais, foi tomada pelo Conselho Curador do Fundo, que é composto por 12 membros do governo, seis representantes de trabalhadores e seis de empregadores. Lançado há três anos, o Minha Casa Minha Vida ainda não decolou como o governo gostaria. Mesmo assim, é ele que vem sustentando a alta dos investimentos dentro do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).
A principal mudança diz respeito ao do teto dos valores dos imóveis. Para as regiões metropolitanas de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília, o aumento foi de R$ 170 mil para R$ 190 mil. Nas cidades com população de pelo menos um milhão de habitantes, a exemplo de Goiânia - a capital goiana possui 1,3 milhão de moradores, segundo o último Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) - o valor máximo do imóvel para se enquadrar ao programa passou de R$ 150 mil para R$ 170 mil. Agora nos municípios com mais de 250 mil moradores, os imóveis poderão ser de até R$ 145 mil, antes eram de até R$ 130 mil. Este novo teto vale também para as cidades do entorno do Distrito Federal.
No caso dos municípios com população igual ou superior a 50 mil habitantes, o valor máximo subiu de R$ 100 mil para R$ 115 mil. Nas demais cidades, o teto passou de R$ 80 mil para R$ 90 mil. De acordo com o ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Brizola Neto, que também é o presidente do conselho do FGTS, os valores foram atualizados com base nos preços de mercado.
O ministro salientou que desde o início de 2011 até agosto passado, o valor médio dos imóveis financiados pela Caixa com recursos do FGTS subiu 22,14%. “Estamos ampliando a possibilidade de acesso ao programa”, defendeu.
CLASSIfICAÇÃO
Para acessar o Minha Casa, o interessado deve estar classificado em uma das três classes de renda familiar, obtendo mais benefícios quanto menor for a comprovação de ganhos. A chamada faixa 1 é de até R$ 1,6 mil. O teto da faixa 2 foi alterado anteontem de R$ 3,1 mil para R$ 3.275 e a faixa 3 permaneceu em até R$ 5 mil.
Com base nessa classificação, o conselho reduziu os juros cobrados para a faixa 3, de 8,16% para 7,16% ao ano. Nas demais, foi mantida a taxa de 5% ao ano. “A redução foi toda bancada pela diminuição do spread bancário”, disse o ministro, referindo-se à diferença entre o que o banco paga para captar dinheiro e a taxa que ele cobra de seus clientes.
subsídio
Outra mudança foi o aumento do teto de alguns descontos concedidos dentro do programa, que, segundo Brizola Neto, tiveram o INPC como referência. O subsídio dado a famílias com renda até R$ 1,6 mil, que era de R$ 23 mil, subiu para R$ 25 mil Para as demais faixas de renda, o valor cai gradualmente. Há também um subsídio dado na forma de redução dos juros, que subiu de R$ 13 mil para R$ 16 mil. O aumento médio das demais subvenções foi de 5%.
Brizola Neto rebateu críticas que, com essas medidas, o governo estaria colocando em risco o patrimônio do fundo. “É uma prioridade do governo que o fundo cumpra seu papel social, além de uma função estratégica de aquecer um setor importante”, disse. “Mas a saúde e a perenidade do FGTS estão preservadas. Mesmo com a adoção da maior política habitacional do mundo.” O ministro também negou que as mudanças anunciadas ontem fossem de cunho eleitoreiro.

Fonte: Jornal O Popular, 05/10/2012.
VOLTAR
Rua 136, esq. c/ 1137, Setor Marista, Goiânia/Goiás

Av. 136, esq. c/ 1137, n.o 638, St. Marista, Goiânia, Goiás.

CRECI , j10090

Goiânia + 55 62 3541 0000

Goiânia + 55 62 3541 0000

Miami (786) 600-1416

Miami (786) 600-1416

Miami (786) 600-1416

Miami (786) 600-1416

Todos os valores e disponibilidades estão sujeitos a alterações sem aviso prévio - Trabalhamos em parceria com todas construtoras, corretores e imobiliarias de Goiânia

Voltar para topo